Quando você liga a televisão quantas pessoas negras você vê? Quantas atrizes e atores negros você vê executando papeis principais e de pessoas bem sucedidas em novelas? Quantos cabelos afros você vê? Poucos, pouquíssimos. 
Cabelo liso, pele clara, loiras, corpos magros… mesmo que você não note, essas são as referências que temos, os parâmetros que temos como “”normal””. Quem se encaixa nesses estereótipos não nota que existe um mar de possibilidades, de pluralidade. 
Na segunda, 18, fui ao evento da Maybelline no Shopping Grande Rio e fiquei encantada com a força que a Magá Moura tem. Claro que já a enxergava como uma pessoa-referência, mas vê pessoalmente o que ela faz é lindo e FORTE. A representatividade dela me deixa sem palavras. Vê tantas meninas (e meninos) desfilando orgulhosos seus blacks, suas tranças, seus cabelos coloridos, seu estilo marcante é sinônimo de resistência e não de moda. Disse olhando nos olhos da Magá o quanto é importante e forte o que ela faz, e ela me respondeu sorrindo e com um abraço: eu sei. Isso, migles, que eu chamo de close certo. <3
Beijos,

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

Os comentários estão fechados.