off topic

Vira e me mexe recebo algum e-mail ou algum amigo me pergunta sobre as lojas que compro na internet e como sei se elas são confiáveis, como aqui tudo vira post, esse acabou surgindo. rs

1. PROCURE A REPUTAÇÃO DA LOJA NO RECLAME AQUI

O site “Reclame aqui” é um ótimo aliado na hora de saber sobre a reputação da loja e a maneira que ela lida com problemas. No site, depois de se registrar, você pode expor todos os problemas que você teve com determinada empresa, e se ela quiser, pode te atender por lá mesmo e explicar o melhor caminho para que tudo se resolva. Depois você pode avaliar o desempenho da loja na negociação. 
2. VERIFIQUE OS SELOS DE SEGURANÇA

Existe vários selos de segurança, mas vou falar sobre os que eu conheço. rs O Google fornece um selo que recomenda ou não aquele site, e ao clicar no selo deles, você é redirecionado a uma página de diagnóstico que te informa se o site é ou não confiável no quesito segurança de dados. Outro selo que também te redireciona para uma página de diagnóstico é do Norton safe web (aquele antivírus que todo mundo conhece). O selo de tecnologia SSL criptografa toda comunicação que começa com http. Coloquei alguns exemplos de selos de segurança para vocês verem.

3. FAÇA UMA PESQUISA SOBRE A LOJA NO GOOGLE
Nem sempre o cliente lesado abre uma reclamação no Reclame aqui, muitas pessoas acabam “desabafando” sobre o mau serviço de determinada empresa em algum perfil pessoal de rede social. Já achei empresa sendo completamente sem preparo nas respostas em situações como esta. 

4. INVESTIGUE AS REDES SOCIAIS LIGADAS A LOJA
Mais um passo para saber como a empresa se relaciona com o seu público direto. Perceba o tom que se dá nas conversas, o respeito para com os clientes e a habilidade de gerar crises, caso haja. 
5. PROCURE O MEIO DE PAGAMENTO MAIS SEGURO
Você entrega seus dados pessoais para um estranho? Espero que não. rs O mesmo vale na internet. Só pago compras diretamente com o meu cartão com empresas que eu já conheço e que tem um sistema de segurança bom e que eu confio. Se você não conhece a empresa ou até mesmo não se sente seguro para fazer esse tipo de transação, opte por boleto bancário ou algum intermediador seguro, como pag seguro ou paypal.

Espero que essas dicas ajudem vocês e qualquer dúvida é só perguntar nos comentários, viu?

Não costumo postar esse tipo de assunto aqui no blog, mas dessa vez eu decidi compartilhar. Já perceberam que a maioria das empresas que fazem acessórios para celular – principalmente cases – se preocupam apenas com os consumidores que utilizam Iphones? Não tenho um e não quero entrar no mérito de que sistema operacional é melhor, mas conheci esses dias a empresa Otterbox, recém chegada ao Brasil e que comercializa acessórios para vários modelos de smartphones.
A Otterbox – que tem sede no Colorado, EUA – trouxe quatro tipos de cases para o Brasil: 
Defender
Defender Series “As Capas Defender Series são feitas para resistir a acidentes devido as suas três camadas de proteção que inclui uma concha interior plástica que acolchoa o aparelho, além da proteção de tela que evita arranhões, raspões e manchas. 
Perfeito para quem deseja personalizar seu aparelho e deixá-lo sempre protegido, seguro, moderno e plenamente de acordo com a moda atual.”
Preserver
Preserver Series – “A Preserve é referência mundial quando o assunto é prevenção, pois foi desenvolvida com duas camadas que se encaixam e vedam, ou seja, proporciona toda segurança que seu telefone precisa por 24 horas. O Interior possui uma espuma de lata excelente para absorver todos os impactos. Sua OtterBox também é multifuncional, já que resiste a quedas com até 2 metros e, caso queira levar o iPhone na água, a Capa também suporta uma profundidade de até 2 metros por 30 minutos.”
Commuter

Commuter Series “É macia o suficiente para deslizar no bolso embora seja forte o suficiente para ser lançada na bolsa. Contém duas camadas de proteção e um protetor adesivo de tela. O celular ficará protegido e estiloso ao mesmo tempo, mantendo suas funcionalidades em perfeito estado. Cuide do seu aparelho com a Capa e Película!”

Symmetry
Symmetry SeriesO estilo elegante que você procura e a proteção que você precisa.”

A Otterbox não tem site oficial no Brasil. Por hora, precisamos acessar o americano (http://www.otterbox.com/). A marca tem pontos de venda físicos e online. Achei no Submarino.com.br
Espero que tenham gostado da dica e isso não é um pubieditorial. Caso fosse, seria sinalizado como tal. 
beijos e bom final de semana! Ah! Esse final de semana tem mais episódios da minha saga como Madrinha de Casamento. haha Se quiserem acompanhar, é só seguir no instagram @may_barbosa. 
: ) 


Escrever é uma paixão e poder escrever aqui é uma felicidade diária. Quando me sinto elogiada, reconhecida por alguma leitora, minha paixão só aumenta. Hoje eu venho contar para vocês que agora além do blog, terei uma coluna no Bagunça de Closet da Luana Aragão todas as sextas. 
Lá eu vou comentar maquiagens de atrizes, cantoras, modelos, enfim de pessoas famosas. rs Hoje comentei sobre alguns looks de beleza da Taylor Swift, e não é por nada não, mas vale a pena conferir. rs 
Segunda além da Coluna da Marcelle deve rolar um “Ontem fui assim”, porque esse final de semana tem festaaaa! : )
beijos, queridas. E até mais.

Sabe aqueles jargões autoajuda que vira e mexe alguém coloca como legenda naquela foto sensual no facebook e você torce o nariz? Tem duas delas – que admito – me conquistaram: “quem quer arranja tempo e não desculpa” e “o dia tem 24h para todo mundo, o que muda são suas prioridades”. Falando em prioridade, quais são as suas?

Hoje de manhã uma amiga mandou aquelas correntes via whatsapp que eu sempre ignoro, mas hoje resolvi lê – devia ser um sinal: “Lembre-se: nem tudo que é importante é prioritário, e nem tudo que é necessário é indispensável”.
Fiquei sabendo hoje que uma menina que tinha minha idade faleceu. Não a conhecia, não era minha amiga, mas recebi a notícia com uma dor no estômago digna de um soco. A gente tem a estranha mania de achar que é imortal. E toda aquela filosofia de autoajuda que eu sempre julgo barata fez um pouco de sentido. Encontre tempo pra fazer o que você ama – como eu faço aqui com esse blog – encontre seus amigos, retorne ligações, não se orgulhe de ser workholic. Desacelere.

beijos.

Vocês já devem ter percebido que eu sou louca por gifs, né? Sempre fico em busca de algum que ilustre meu sentimento de escrever os posts. Mas, encontrar gifs legais não é uma tarefa muito fácil na vida, tem muitos na internet, mas é difícil achar por nome ou “sentimento”. 
Hoje eu falo do aplicativo Relay que resolveu esse problema. O app é como se fosse um chat – tipo o whatsapp – mas com um banco de dados de gifs que podem ser enviados para usuários ou para outras redes sociais ou até e-mail.

Bafo, né?
Para entrar no app você pode criar um usuário com senha 
Ou logar com o facebook.
Depois que logar, você terá acesso a interface principal do app. Lá tem os gifs mais populares, uma caixa de buscar para procurar algum em específico, as suas conversas – caso você use o app com essa finalidade – e o seu perfil. 
                                                   
Não é demais? E está disponível para Android e IOS. 
beijos e bom final de semana!

O Radar dessa semana está temático e, claro, sobre a copa. Acompanhe os links!
Cara leitora solteira, mora em alguma cidade sede da copa? Tá com milhas e tempo sobrando? Vá para uma. E se quiser saber onde está a maior concentração de ~pessoas interessantes~ já fizeram o um tumblr Tinder na Copa. Adianto que tem muita, MUITA, gente sem camisa. E sem mais comentários que meu namorado lê o blog. hahahaa 
Essa matéria do Youpix fala sobre aquele famoso complexo de vira-lata dos brasileiros, e em tempos de copa ele está em franca expansão. Clica para perceber que não é bem “só no Brasil” que as coisas acontecem ou deixam de acontecer. 
O Buzzfeed fez um vídeo com americanos provando alguns petiscos brasileiros. Algumas coisas nem eu gosto e um em específico nem eu nunca comi. hahaha Imagina a reação deles? Achei engraçadinho.
O Gregório Duvivier escreveu a sua coluna na Folha de S.Paulo em um portuenglish confuso e muito divertido. Li muitas verdades e ri horrores.  Pardon anything

Bom jogo, gente. E quem não está nem aí para futebol, boa folga!rs

beijos e até amanhã

foto retirada do instagram @coisasdediva

Acesso alguns blogs, mas tem uns que tenho um carinho especial. Na lista dos mais queridos está o Coisas de Diva, um dos primeiros que acessei e que começou a me viciar em cosméticos. Para quem não conhece (em que planeta você vive?rs) o blog é curitibano e escrito por três mocinhas lindas e simpáticas: Marina, Thais e Sabrina. Gosto tanto delas e acho a trajetória do blog tão inspirativa que resolvi inaugurar essa tag com a fofíssima Sabrina Olivetti. 

Quando você criou o Coisas de Diva, imagino que já era fã da blogesfera. Algum blog ou alguma blogueira te inspirou?
Sempre gostei muito da Marina Smith do 2Beauty. Foi o primeiro blog que comecei a acompanhar. Acho ela gente como a gente, não é esnobe e nem afetada.

Como é sua rotina em relação ao blog? 
Sei que é difícil acreditar, mas trabalho bastante. Costumo ligar o computador por volta das 9h e aproveito a parte da manhã para responder emails de clientes, leitoras e resolver qualquer coisa referente a administração da empresa. Também respondo comentários no blog e redes sociais. Na parte da manhã troco os posts de destaque no blog e planejo fotos e postagens no Instagram e Facebook.
A parte da tarde é para planejar e produzir posts, testar produtos e tirar fotos. Geralmente monto um cronograma no começo do dia de tudo que preciso fazer e vou seguindo a ordem de urgência. Cuido para não trabalhar a noite, então faço tudo para que as tarefas do blog se encerrem as 18h. Reservo alguns dias para sair de casa e pesquisar lojas. É importante ver o que está nas prateleiras agora e também ficar de olho no que as meninas estão usando nas ruas.    

foto retirada do instagram @coisasdediva

 
Hoje seu trabalho é o blog. Como você vê o futuro do setor? Imagina que blogueiras que se destacam podem migrar para outras mídias (revistas/TV)?
Tai a pergunta que não sai da minha cabeça. Hoje o blog está muito bem e minha profissão é ser blogueira, mas não tenho ideia de como as coisas serão no futuro. Provavelmente as midias mudarão, mas é normal que os blogs se adaptem a elas. Mas confesso que tenho medo do futuro incerto.

Qual o lado bom e lado ruim de ser uma blogueira profissional?
O lado bom é ter o melhor trabalho do mundo, ser sua própria chefe e trabalhar com algo muito gostoso e prazeroso. Quem não gostaria de trabalhar com maquiagem e cosméticos? Me considero muito sortuda e sei que não posso reclamar da vida. O lado ruim é a exposição excessiva e os comentários maldosos.

Já li blogueiras dizendo que quanto mais BBB (o reality show) são os blogs e as redes sociais correspondentes a ele mais audiência o veículo recebe. Entretanto acho você, Marina e Thais super discretas e mesmo assim o Coisas de Diva tem uma ótima audiência. Vocês colocaram como “regra” expor pouco a vida pessoal ou foi um processo natural?
Não foi uma regra, mas algo que acabou transparecendo no blog. Nós 3 somos muito tímidas, no começo do blog não colocavamos nem a foto do nosso rosto nos posts com receio dos comentários maldosos. Ao longo do tempo sentimos a necessidade de mostrar melhor os produtos, as próprias leitoras diziam que era difícil ver como um batom ficava mostrando só o close da boca. E assim fomos nos soltando um pouco mais, sabíamos que não tinha como a gente ficar se “escondendo” sendo que queríamos mostrar os produtos da melhor forma possível. Aparecer mais e falar um pouco mais de nossas vidas também foi um modo de aproximar as leitoras e mostrar que nossas resenhas tinham uma cara, uma personalidade.
Por outro lado, continuamos a ser as meninas tímidas e discretas de sempre, não tem nem como forçar a exposição que não é natural da gente. No blog e nas redes sociais somos exatamente o que somos na vida “real”. Se a gente forçar, fica falso e todo mundo percebe.

foto retirada do instagram @coisasdediva

Acho a campanha que o CDD faz em relação a autoestima fantástica. Como o blog te ajudou nesse processo de autoafirmação?
Depois de uma desilusão amorosa, comecei a seguir blogs e aprender um pouco mais sobre maquiagem e cosméticos. Foi como uma lagarta virando borboleta (desculpe pelo clichê). Achei que minha história poderia ser um incentivo para as meninas que já se sentiram como eu, com autoestima baixa e que precisam de um empurrãozinho extra para se sentirem melhor. O carinho que recebo das leitoras é algo fenomenal e me ajuda sempre que me sinto para baixo. Se algo está ruim eu lembro de quantas meninas já me incentivaram a seguir em frente e de quantos abraços já ganhei da rua de mulheres que, teoricamente, não conheço. O blog é uma troca.

Você acredita que os hatters são os maiores fãs? O que você acha desse ódio gratuito em tempos de instagram? E como você lida com isso?
Não consigo entender muito bem as pessoas que ocupam seu tempo com algo que não gostam. Estou sempre ocupada e cada horinha sobrando uso para fazer algo feliz, algo que alivie o dia-a-dia. Tem gente que usa este tempo para passar raiva. Vai entender né.

Você compra e ganha muitos produtos. Como faz pra administrar todos eles? Usa todos mesmo ou alguns ficam no limbo? Costuma doar produtos para as amigas?
Entre as coisas que compro e ganho, separo o que é interessante para fazer resenha. Se gostar destes produtos e não tiver nada parecido, deixo no meu armário e uso. Se depois da resenha eu achar que não vou mais usar, dou para minhas tias e primas, que não se importam de ter algo que já testei. Entre os outros produtos que não são resenhados, reservo alguns para dar para leitoras ou para doar. Nessa leva entram amigas, parentes, leitoras e instituições de caridade. Vamos revezando! Nenhum produto fica parado esperando a data de validade vencer, a cada dois meses faço uma limpa e passo tudo para frente.

foto retirada do instagram @coisasdediva

Quais os produtos que você não vive sem? Conta pra gente aqueles que você fica louca e faz estoque ao mínimo sinal de descontinuação.
Não vivo sem corretivo e base, gosto do corretivo Pro LongWear da MAC e da base Touche Eclat da YSL. Eles são meus queridinhos máximos.

Ainda existe (risos) algum produto que você morra de vontade de experimentar, mas ainda não conseguiu?
Existem muitos! Estou bem louca para testar os pinceis de maquiagem da MAC que tem formato de escova, mas estão esgotados já faz um tempão.

Conta para gente quais seriam os produtos que habitariam uma necessaire perfeita
A minha necessaire perfeita teria base, corretivo, rímel, blush, batom e pó matificante.

Existe algum (ou alguns) item de maquiagem nacional ou facilmente encontrado no Brasil que seja barato e que você adora?
A indústria nacional tem muita coisa boa. Sombras Vult, blushes Natura Faces e batons Intense do Boticário são uma boa pedida. Quem disse, berenice? tem lápis ótimos também.

Uma dica de beleza que vale ouro?
Use o que te faz feliz!

———————————————-

Obrigada por tudo, Sá! Já te disse isso algumas vezes, mas você (e as meninas) merece tudo que conquistou com blog! You go, girl! Vida longa ao Coisas de Diva!


Hoje eu estreio mais uma tag, a Radar BT, que será alimentada com links diversos que cliquei nos últimos dias. Leio alguns blogs que fazem isso, com tags parecidas e acho tão legal que resolvi fazer por aqui. 
1. Em qual cidade você deveria morar? Adorei esse quiz e principalmente o resultado. Londres <3. Não sei porque, mas desde pequena eu digo que quero morar lá, e olha que nunca pisei na terra da Rainha. 
2. Eu me diverti HORRORES lendo esse post do Buzz Feed. Se você fica feliz quando o trêm/metrô está vazio ou enlouquece com a palavra promoção. Clica! hahaha
3. A Thais do Coisas de Diva fez um post sobre como usar casacos com vestidos de festas. Utilidade pública!
4. Descobri o tumblr “jornalismo vai com deus” e não paro de chorar de ri. Não adianta culpar o estagiário, hein galera? hahaha

Espero que gostem das novas tags e como sempre críticas e sugestões são sempre bem-vindas. 😀